sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

MEU QUERIDO AMIGO QUIM




Meu querido Quim

Hoje, não sou capar de te dizer grandes coisas… é que sabes tenho o meu coração partido. Tu foste embora ontem para um lugar que desconheço, dizem que é o Céu e quero acreditar que sim, porque só aí há lugar para pessoas como tu.
Hoje, meu querido amigo, não estamos no banco da escola, onde partilhamos tantas alegrias e preocupações dos testes que iríamos fazer durante a semana. Não meu querido, hoje fomos brutalmente separados, sem qualquer aviso, sem eu te poder dizer que te amo tanto, que és tão especial no meu coração.
Hoje, troquei lágrimas com a tua Ana, que mais podia fazer… tão longe estou da tua casa?
Mas não quero chorar mais…. Quero dizer-te que fui muito feliz contigo, que sentia sempre, mesmo com a distância física, que a nossa amizade era verdadeira, genuína, alegre.
Vou recordar sempre a tua voz, a tua graça permanente, o encanto do teu sorriso.
Hoje, o meu pensamento pertence-te por inteiro.
Estás aí? Ouves a voz do meu coração? Eu sei que sim!
Eras o meu querido amigo Quim, e serás sempre o meu querido amigo Quim. A morte, não matou a nossa amizade, pelo contrário, fê-la mais forte, porque a nossa amizade está para além desta vida.
Deixaste-me ainda a tua querida Ana e o teu amado filho.

Estou aqui, sentada ao teu lado, num espaço etéreo.

Amanhã ou outro dia, escrevo-te de forma diferente… porque hoje não sou capaz de dizer quase nada…..

2 comentários:

Vera disse...

E disseste tanto...

Um beijo Rosa, e sinto muito...

JuvePP disse...

Olá Rosa,
Há momentos que o jeito é contar a saudade, a falta que nos fazem os ente queridos que dá lei da terra se libertam.
Beijinhos grandes