segunda-feira, 16 de julho de 2007

A menina que sonhava

A menina que sonhava
em subir muito alto,
um dia conseguiu.
Ergueu seus olhos para o céu,
suas mãos tocaram noutras
e foi-se elevando.
Vislumbra o paraíso
como algo inatingível.
Agarra as nuvens pela boca
que se derretem em lágrimas
da sua querida mami.

A menina partiu.
Esvoaça pelo céu anilado
com seu vaporoso vestido branco,
olhos bem azuis
salpicados de uma alegria enorme.
E a menina
quer atingir o zénite.
Ela voa
e caminhando pela fonte oriunda
do final da vida
sorri.
Mas o seu sorriso transforma-se
num lacónico soluço
do seu querido papi.

A menina partiu.
Ela desejava partir,
queria tocar com os seus dedos
a estrela final.

E não conseguiu.

1 comentário:

Manuela disse...

Lindo!! Triste, mas belo, rico!
A tua escrita encanta-me tanto...

Beijinhos