sábado, 14 de julho de 2007

Se me queres conhecer

Se me queres conhecer...
rompe as barreiras da indiferença,
destrói as vestes da altivez
e encontra-me.

Se me queres conhecer...
rasga-me, retalha-me,
procura mil chagas no meu corpo
e encontra-me.

Se me queres conhecer...
embriaga-me do teu carinho
ama-me com fúria
e encontra-me.

Remexe artérias e veias
e encontra a razão da minha existência.

Se me desejas conhecer...
deixa que eu te toque
com mil pétalas de bem te quero.

Se me desejas
como eu te desejo tanto,
funde-te em mim,
deixa-me ser tua,
e então conhecer-me-ás.

4 comentários:

Manuela disse...

Belo poema! A tua escrita engrandece quem a lê!

Beijo

Conceição Bernardino disse...

Este poema é divinal, faz-nos sentir a leveza em tudo o que lemos.
Beijinho

Filipa disse...

Simplesmente brilhante :)

Filipa disse...

Simplesmente brilhante :)