sexta-feira, 3 de agosto de 2007

É o cheiro


É o cheiro
que cobre
a noite,
a madrugada.

É feliz
quem saboreia
apenas e só
esse cheiro
que envolve
a neblina
de uma manhã
tão tardia,
tão quieta...
E o cheiro
da maré vaza,
do sossego
de uma paz
que tardou
a chegar....

1 comentário:

Manuela Fonseca disse...

Tão suave... Sempre consegues suavizar as palavras na sua forma mais intensa.

Obrigado por este momento de poesia!

Beijinhos da Manuela*