segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Acende

Acende
reacende o desejo contido
de estar nos teus braços
em favos de mel
construídos beijo a beijo.
Deposita teu desejo
possui-me
desmedida e
furiosamente.
Lembra
relembrando-me
toques secretos
suores viscerais
e em diadema de amor
construiremos afagos
em edifício sagrado
de corpos nus, entrelaçados
em sargaço de paixão
num delírio feroz
de amor, prazer
delícia divina.

8 comentários:

Maria disse...

Excelente! sensualidade à flor da pele...
Gostei imenso. Parabéns, Rosamaria

Beijinhos

Conceição Bernardino disse...

Fico perplexa já não sairia daqui, ao ler-te adormeço este friozinho que sinto de tão belos sentimentos expostos.
Beijinhos
Conceição

Um Momento disse...

Em palavras , construido tão belo sentir
Desejo reacendido a tão belo exprimir
Belo, muito belo

Beijo com votos de uma linda e iluminada semana

(*)

Mi*

Memórias de um Feto disse...

Um poema de amor... Mas é mais do que isso. Exuberância, sensualidade, querer gritante de sentimentos divinos entre dois corações...

Adorei!
Beijinhos

Manuela

PoesiaMGD disse...

Um bonito blog com belos textos! Parabéns!
Um beijo

Um Momento disse...

Acendo eu o desejo de um lindo e excelênte fim de semana

Beijo imenso e sorridente... em ti

(*)

Sailing disse...

Um poema de sensualidade, onde as palavras acesas de paixão, queimam um amor itenso.

Parabens amiga

PoesiaMGD disse...

Intenso... Muito belo!
Um beijo