terça-feira, 16 de outubro de 2007

Dueto - Manuela Fonseca e Rosa M. Anselmo

Ganho o mar dentro do peito
Alio-me aos Peixes de sentir
Margens inequívocas de lodo
Estendidas em amanheceres cristais
Ou em noites de Vendavais
Onde a dor se cola à minha Cruz
E eu bato à tua porta
Num sereno Truz-Truz...

Abri-te a porta
Abracei a tua dor
Ofereci-me de sacrifício
No altar da tua cruz
E no amanhecer do amanhã
Serei eu
A onda desse mar
Que alimentará teu peito

3 comentários:

Paulo Afonso disse...

Duas Amigas que são duas grandes Poetisas, são um orgulho para mim.

Beijo para ambas

Ps: Sobre a poesia... sempre a encantar-nos!

Conceição Bernardino disse...

Belo dueto de duas grandes amigas e escritoras só podia sair um poema de grande porte.
Beijinhos às duas

Nilson Barcelli disse...

Vocês são mesmo as melhores da vossa rua...
Tão lindas e a escrever tão bem...
Beijinhos para ambas.