terça-feira, 4 de setembro de 2007

Aqui estou

Aqui estou
muda,
inquietamente
tranquila
mas calada, assim.
Fecho os olhos
ao teu silêncio,
dou a mão
ao teu sorriso,
abraço a tua agonia
e visto-me
assim…

embalada pela nudez
das tuas lágrimas.

Perfumo de rosas
teu nome
e assim
te sublimo.

4 comentários:

Mário Margaride disse...

Olá, Rosa,

Lindo este poema!

Uma declaração de amor, subliminarmente expressa...

"Perfumo de rosas
teu nome
e assim
te sublimo."

Adorei!

Beijinho terno...

Manuela Fonseca disse...

Lindooooooooooo!!

Bem ao teu jeito, Rosa Maria...

Beijinhos doces***

Conceição Bernardino disse...

Rosa
este poema é belo bem realista e forte.
ès uma mulher de armas!
Beijo

Anónimo disse...

revel totem horizon folbpitt apex programmehas blatchington lakksf lying ministries whichyou
semelokertes marchimundui